sexta-feira, 15 de março de 2013

A Redenção da Lipton.


Lembram-se do post com o título "A Cavalo dado não se olha o dente" onde partilhava a minha consternação sobre o facto de me ter sentido um pouco enganado com um prémio que me tinha sido enviado pela Lipton? Pois, provavelmente não, mas por isso é que deixei o link ali em cima para poderem lá ter ir e não ter que repetir a história. Por isso, se não se lembram, vão lá agora. Caso contrário, ignorem esta parte e avancem com o texto.

Então, já estão a par da história? Pois é, no fim colocava a questão, que coloquei noutros locais, sobre se deveria ou não queixar-me da situação. E pois bem, decidi "queixar-me"! Enviei um mail, cordial, claro está, à Lipton onde partilhei os meus sentimentos ... tal como fiz aqui no blog. 

A resposta deles demorou uns dias mas chegou finalmente sob a forma de um mail onde me pediam a minha morada ... nada mais. Ora, como quis acreditar que era para me compensar pelo equivoco e não para enviar uma equipa de capangas que me maltratasse por andar a falar deles aqui no blogue, arrisquei e enviei-lhes os dados.

Hoje, recebi uma encomenda enviada pelo Lipton que abri na expectativa de ver o que me tinham enviado. Decidi partilhar aqui convosco:




Fica assim a sugestão para quem se encontre na mesma situação: lá porque é oferecido, não tem que ser visto como uma esmola. Um bem-haja também à Lipton por ter resolvido o assunto de forma tão graciosa. E agora, upa, que já está quase na hora do chá ... o complicado vai ser só escolher por onde começar.


Ass. Cunha

Sem comentários:

Enviar um comentário